terça-feira, 3 de agosto de 2010

Nostalgia, nostalgia



Ando um bocado nostálgico. Talvez assim já esteja há tempos. Repito-me, de fato. Passei a reler os primeiros textos do blogue, quando todos estes devaneios portugueses ainda eram mera sensação nebulosa, uma especulação fluida d’além mar. Naquelas despretensiosas linhas estavam as expectativas e os sonhos da nova saga; constavam os medos e as interrogações de um recomeço.

A gente supera tudo. Essa é a verdade calcificante. Supera a saudade e a carência. Supera os estudos e a falta de grana. Supera a puxada de tapete e a porta na cara. Supera a solidão, estar perdido, má educação, frio intenso, azar e cara feia. E foi tanta coisa que passei... pensando muito bem agora, com as emoções, sinto orgulho de mim.

Desculpem, leitores, o egocentrismo. Desculpem no que este espaço se tornou. Estou um bocado nostálgico e demasiado narcisista. Olhar para trás e ver o quanto parecia árduo, incerto, improvável às vezes, é sentir que arrisquei, que ousei, que vivi. Daí, então, a satisfação de colecionar histórias, acumular contos – e pontos – na minha trajetória.

Faltam 60 dias. Não sei como vou aguentar uma (nova) despedida. Tenho me especializado em adeuses. Mas irei superar. Assim todos acabámos por fazer. E cada um toma o seu rumo na vida, cada um segue para o seu lugar. O duro é perceber que tudo tem o seu prazo, o seu tempo, o seu fim... ainda que não acabe por completo.

Estou um bocado nostálgico de tudo que fui vivendo nesses últimos dois anos – assim mesmo no gerúndio. De tudo que aprendi neste ínterim, das amizades que cultivei, das pessoas que cruzaram o meu caminho, das adversidades que venci, dos momentos que criei. Isso não se mede. Estou nostálgico agora, buscando reviver na memória tudo o que passei – tudo que passámos, meus amigos.

Deixa o aperto para amanhã.

4 comentários:

Mary Jo disse...

Foi um prazer conhecer-te e saber que ainda há tanto para conhecer =)

Good luck!!!

Beijoooooooooo

Soraya Barreto disse...

Você merece todo egocentrismo e narcisismo do momento, viestes, lutaste e venceste!

Sandryne Barreto disse...

Sabe quando você toma as dores dos outros? Tô tomando a tua agora...senti um aperto ao apenas imaginar o teu. Mas é bem por aí, você supera!

Karla Santos disse...

Oi, Gustavo

Eu, Mateus e a Clarinha íamos viajar de carro pela Inglaterra. Ontem começamos a mudar de ideia. Acho que vamos passear em Portugal. Bom saber que estás por aí ainda. Queremos te ver. Te procurei no Orkut e não te achei. Onde andas?

Abraços