segunda-feira, 10 de maio de 2010

O que acontece na Queima, fica na Queima


Entre os males, o menor. Voltei vivo, são e salvo, da festa mais etílica de Portugal. Acho que em matéria de álcool, a Queima das Fitas de Coimbra só deve ficar atrás da Oktoberfest de Munique. E olhe lá!

Nunca vi tanta bebida por metro quadrado em meu reles prontuário sobre o assunto. No carnaval se bebe? Bebe sim, senhor! Mas nada comparado a esta folia universitária. Coimbra para por mais ou menos uma semana: quando ocorrem shows, eventos e mais outros tantos pretextos para se embebedar.

Um dos slogans fortes na cidade é “O que acontece na Queima, fica na Queima”. Muito mais pelos loucos que propriamente pela loucura. No quesito “descaro”, nosso carnaval ainda reina soberano. É muito álcool na veia, entretanto efetivamente pouca espontaneidade.

O melhor momento da festa é, disparado, o cortejo de domingo. Tentem montar a imagem dionisíaca na cabeça: um desfile com 110 carros “alegóricos” representando os cursos; todos abastecidos com cerveja, vodka, vinho, uísque, licor beirão, aguardente; essa infinidade de bebida sendo distribuída ao longo do passeio. Pronto, eis a cena.

Não vou mentir: fiz jus à farra. Na noite de sexta fui à apresentação do Mr. Bombastic, Shaggy. Dispensável. Sábado deixei passar a Daniela Mercury e me rendi ao fino – conhecida por imperial em Lisboa e por chope no Brasil – por apenas 50 cêntimos na Associação Académica de Coimbra. E, para encerrar a (minha) Queima, estive a mendigar cerveja em vários carros. Numa dessas, ganhei até um sanduíche.

No fim das contas, só faltou mesmo deixarem fazer o que realmente estava afim de fazer – depois de ter tomado umas e outras: subir num dos carros e acompanhar o cortejo lá de cima. Até andei a implorar a alguns colegas estudantes que permitissem, mas descobri uma verdade irrefutável, mesmo na aparente desordem etílica: nem sempre um slogan é levado à risca.

4 comentários:

Sol disse...

No comments...o fazes na queima fica na queima...

Mary Jo disse...

A queima em Coimbra é A QUEIMA!! Há esta e aquela e a outra.. mas a de Coimbra é que VALE!!!

=)

(ainda bem que curtiste!!)

beijoooooooo**

Anônimo disse...

Pois andam os pais de meio mundo a pagar o estudo aos filhos, sabe-se lá com que dificuldades para os meninos andarem a queimar neurónios com álcool e mais álcool como se isso fosse a coisa mais linda deste mundo e do outro.

Gustavo Jaime disse...

Como se os próprios pais não tivessem feito isso. Ah, chama-se divertir-se. =)

Opa, e que bom que os meus estudos quem pagou foi eu.