segunda-feira, 15 de março de 2010

Missão cumprida!

Reviver o Brasil tem sido critério fundamental para intensificar uma certeza: ainda tenho experiências, estórias e sensações a absorver na Europa. Foram quase dois meses em verde-amarelo e, hoje, adentro a última semana. Quando pisar o solo português estarei desnudo de teto próprio e de trabalho.

Não foi assim quando desembarquei em outubro de 2008? E mais: não conhecia a cidade nem tinha os amigos que me receberão de volta. Gente que misturou-se ao meu enredo d’além mar e que tenho orgulho de ter ao lado. Sinto uma tranquilidade efusiva em saber que estarei em casa.

Por falar em amigos, saio contente da pátria-mãe. Reencontrei as antigas parcerias, ri das piadas novas, diverti-me um bocado. O saldo é positivo, ainda que não goste de tipificar essas coisas. No plano prático, o da tese, também correu tudo de vento em popa – e nada mais urgente que findar logo isso.

Pude adicionar à minha pacata, e às vezes insensata, trajetória mais tantos casos hilários, sorrisos partilhados, intimidades preservadas, momentos inesquecíveis. Missão cumprida! Ou melhor: nem tudo foi missão nesta breve passagem. Tiveram os acontecimentos sem planejar, os imprevistos que redefiniram o destino.

Deixarei o Brasil com a sensação de que pertenço ao mundo.

E sem saber quando retorno.

4 comentários:

Anônimo disse...

Agora serão duas pátrias, duas vezes mais amigos, duas vezes mais experiências, enfim, tudo em dobro.
Quando quiser, volta. Depois, retorna.
Para alguém que não suporta congestionamento (e isso é compreensível demais) e quer "libertar-se" do cinto, essa mudança só lhe fará um grande bem.
O desejo de quem fica, não tenha dúvidas, é o de que você voe cada vez mais alto; que os seus voos sejam como o da águia.
Ainda bem que existe e-mail.
Beijinhosssssssss
Ane

Gustavo Jaime disse...

Oi Ane! Tudo isso já é. São duas pátrias, três cidades e muitos contos. Assim é que é...

Anônimo disse...

Vamos trocar de lugar??
Preciso estar aí!!
Ou em qualquer outro lugar...........

Mary Jo disse...

Apesar de não ser além mar, no outro lado do oceano, Lisboa é bem diferente dapequena vila onde nasci. E sabe bem o retorno ao que temos e conhecemos como nosso. Melhor ainda quando já nos sentimos em casa nos dois locais!!

Nada melhor que nos sabermos ser e sentir...

Beijinho*