domingo, 5 de abril de 2009

Poeta pensador

Oiço... ou melhor, ouço quase sem parar umas canções do Gabriel Pensador extraídas de álbuns lançados há poucos anos. São faixas inéditas, regravações e novas versões. Sempre fui fã do rapper carioca, mas confesso que por um intervalo imenso achei que ele tivesse “se vendido” ao mainstream.

Quanta besteira. Gabriel é um poeta, além de tudo. E fico cada vez mais convicto disso quando escuto suas letras inteligentes, que dizem muito em rimas ricas. Tás a ver é a música que invadiu os meus ouvidos... é obrigatório que a ouça pelo menos uma vez por dia.

Já postei o vídeo neste espaço, linkado no Youtube. Me arrepia o clipe; as imagens relacionadas às ideias; a força de seus versos. A passagem abaixo sintetiza o sentimento que me preenche:

A palavra saudade só existe em português
Mas nunca faltam nomes se o assunto é ausência
A solidão apavora mas a nova amizade encoraja
E é por isso que a gente viaja
Procurando um reencontro, uma descoberta
Que compense a nossa mais recente despedida
Nosso peito muitas às vezes aperta
Nossa rota é incerta
Mas o que não é incerto na vida?

Nenhum comentário: