quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Trivialidades em português

Daqui a algumas horas chega a Lisboa um amigo italiano que vem me visitar. Bem, o gajo deixará o currículo na TAP, preencherá um cadastro e depois nos encontraremos próximo ao restaurante Portugália.

Há tempos – desde 2003! – não vejo o Alessandro. É um bambino porreiro, e trombar com ele após a derrota da Azzurra diante do Brasil tem lá sua graça. Daremos uma volta na cidade e, à noite, terá uma granda cena no templo sagrado lisboeta: jazz no Chapitô.

...

Resolvi escrever de tudo um pouco. Por isso, começo pelo início. A saúde anda fixe, mas preciso fazer exercício. Busquei uma piscina pública nas redondezas e decidi que em março estréio o fato de banho cinzento da Sport Zone.

...

Emagreci muito. E ainda dizem que engordamos no inverno. Parece anedota. Minhas refeições são instáveis, é verdade, porém estou sempre a comer na cafeteria. Afinal, gosto de várias coisas: o pastel de galinha com cogumelo, os rissóis de camarão, a queijada de amêndoa e gila, o pão-de-deus com fiambre...

...

Sim, estou a trabalhar no mesmo sítio. O ordenado não é lá essas coisas, mas com ele consigo pagar a renda e as despesas, carregar o passe de metro e o telemóvel, abastecer a despensa com massas, cereais, leite, ovo e outros produtos da marca Pingo Doce ou O Dia – que vão de chocolate a chá frio.

...

O mestrado passa pelo sua época de férias. Após quatro meses lixados, com alguns colegas a pensar que os seminários poderiam ser melhores, chegou ao fim o primeiro semestre. A partir de março tem mais... que se sucederá a novos adeuses, uma vez que parte da malta deve regressar ao Brasil e Moçambique.

...

A princípio, digo ao povo que fico. No entanto, só definirei isso daqui uns meses. Dificilmente verei a família e os amigos em junho, apesar de ter passagem comprada e apetecer-me de ir. Caraças, o euro ainda está bué da caro e não compensa a aventura financeira. Então fico na Europa – marado, mas... vá lá... conformado.

Um comentário:

Rachel Monteiro disse...

Achei tão gostoso de ler esse texto! =) Pena que tenha de se conformar em estar tão longe.

Beijos.

=*