terça-feira, 9 de dezembro de 2008

30 curtas

1. Saiba – e não esqueça antes dos 90 – que a sua vida é você e mais você.

2. Os riscos existem para trazer medo e desejo em cada passo que damos. Sem eles, as escolhas seriam meras formalidades.

3. As nossas maiores frustrações nascem de nossas maiores expectativas. Está aí: depositar nas coisas e pessoas anseios que elas não podem, não querem ou não conseguem suprir. Faça seu tempo, seu vento e sua trajetória. Não dependa, não espere. Também não se ofenda, nem se desespere.

4. Minha vida é uma maré cheia, que lambe a areia levemente e absorve toda a sujeira de volta pro mar.

5. A solidão é uma emboscada.

6. Viemos ao mundo e o deixamos exatamente do mesmo jeito.

7. Minha vida é um misto de passado e futuro. Nunca vivo o presente.

8. A alma é aquilo entre você e o outro.

9. O adeus é transcendental.

10. O peso que meu pensamento tem pro mundo, eu levarei pro túmulo.

11. Escrever é expelir palavras. A tarefa de organizá-las e dar um sentido é do leitor.

12. Antes o desvario dos sonhos à aridez da realidade.

13. A gente passa a ser sincero quando entende que a vida é uma só.

14. Ser fiel ao outro é, antes de tudo, uma fidelização ao próprio eu.

15. É por estarmos cercados de culpa que acabamos iguais.

16. Amar é eternizar a vida; é a morte.

17. A solidão é o maior dos ensinamentos. Se nos permitissem o isolamento, não haveria conflito e destruição; só arte.

18. Eu só quero ser sincero na minha tristeza. Porque a melancolia é muito mais heróica que a alegria – esta ninfa promíscua.

19. Uma vez estive triste e me repreenderam. A tristeza, esse sentimento pacífico, se transformou em raiva.

20. Mentira! A felicidade é inventada!

21. Encarar a adversidade de frente pode até não resolvê-la, mas com certeza a dissolve.

22. Há tantos males no mundo que sofrer com os próprios é encarado como sacrilégio.

23. “E eles viveram felizes para sempre.” O livro então acaba e morrem as personagens.

24. O sofrimento é a sorte de poder andar pelo caminho mais longo.

25. As convicções são de natureza efêmera.

26. Utilidade e futilidade estão separadas por uma letra.

27. Quanto mais penso no futuro, menos me vejo nele.

28. O amor é a bendita – e única – forma de imortalidade.

29. A derrocada do tempo ocorre quando dois corpos se entrelaçam de modo perfeito.

30. Só tem medo da morte quem teme a vida.

Um comentário:

Vanessa Amaral disse...

Sem palavras...