quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Fresta do futuro

Prestes a terminar mais um dia, sou aquecido pela imagem do pôr-do-sol no céu mágico de Brasília. Daqui a dois anos, quando retornar, não sei o que será. Pra onde vou? O que farei?

Mas, afinal, por que pensar nisso tudo agora?

2 comentários:

Késia Maximiano disse...

Não há tempero melhor que a incerteza do amanhã, não é mesmo?

Um viva! Ao sol de Brasilia =)
Lindo lindo

Mayara Paz disse...

Vou providenciar um pôr-do-sol para você colocar dentro do peito.
beijos